Deixou-me

Vou pegar em mim, pôr-m’andar daqui, faço mala e não me vês

Não queres ouvir, não quero falar, tudo o que eu digo é chinês

Foi tudo tão bom, tudo cor de rosa, beijei o chão que pisaste

Levo o coração, meu que já foi teu, o mesmo que despedaçaste

A guitarra vem, para me confortar, o seu toque é meu conselheiro

Dizes vais esquecer mas garanto eu; esqueces tu mas eu vou primeiro

Vou subir à Lua, deixar-me lá caladinho a ouvir as estrelas

Sei que cá em baixo há lágrimas mas não vou estar para vê-las

 

Ai Ai Ai, Ai, Ai, Ai

Ela deixou-me e eu não sei o que fazer

Ai Ai Ai, Ai, Ai, Ai

Ela deixou-me e eu assim não sei viver

 

Vais pedir perdão, vou dizer não mesmo que lá longe eu te queira

Ninguém vai saber, vou-me confessar à Lua minha companheira

Sou quase alguém, sempre quase bem, incompleto não vou mentir

Faltas tu em mim, erro é meu e teu, quem nos vai corrigir?

Já me decidi, vou fugir daqui, dar o coração para adopção

Vou cantar para mim, vou dançar sozinho essas músicas de solidão

Tudo vai passar, vou-me libertar, vou pensar em ti e sorrir

Vou ser como tu, vou olhar em frente, fazer a mala e partir

 

Ai Ai Ai, Ai, Ai, Ai

Ela deixou-me e eu não sei o que fazer

Ai Ai Ai, Ai, Ai, Ai

Ela deixou-me e eu assim não sei viver

 

 

Ficha Técnica:

Produzido por AC para Mandachuva Lda

Bateria : André Silva

Baixo: Hugo Fernandes

Guitarra: Pedro Carvalho

Piano Acústico, Rhodes e Melódica: Tiago Machado

Percussão: Jair Pina

Voz convidada: Rui Veloso

Gravado no Estúdio Vale de Lobos por Luís Delgado assistido por João Szasz

Misturado por Jorge Cervantes no Andinos Studios