So ves o que queres ver

"Só Vês o Que Queres Ver"

O que seria do amarelo se tudo fosse azul?
Quem abanava esta merda se fossemos sempre cool?
Quem é quem para dizer o que é certo ou errado?
Antes não ser escutado a ser mal interpretado
Criticado por algum pseudo-musico frustrado
Julgado e condenado sem ser consultado
Não sei quem tu és, tu sabes quem eu sou
Não sei onde estás tu não sabes para onde vou
Onde estou , donde vim o que faço e o que penso
Não me julgues , não rotules , etiquetas , eu dispenso
O que é nem sempre parece á primeira vista
Não sei o que tu vês mas eu não me vejo artista
Sou igual e diferente, péssimo e excelente
Dou-me bem com toda a gente , conheço gente que conhece gente
Dou-lhe com a alma mas cansei-me desta porra
Cansado de vê-los sentados á espera que a cena morra

Eu não sei quem tu és
Tu não sabes quem sou
Só vês o que queres ver
O que é que vais fazer?

Se uma pancada no olho faz ver eu vejo bem melhor
Quando a situação tá pesada e todo nigga é hardcore
Mantenho um nível de eleição para toda a gente ouvir
Aquilo que me faz sentido sentir quando quero posso e mando fluir
Deixa-me explicar o que sou, donde vim para onde vou
Experiência genética como Michael Franti falou
Luso-Africano ou Afro-Lusitano? Não sou cavalo, sou humano
Puro-sangue aqui é engano… Tenho tuga, bife e cabo-verdeano
A mistura é refinada, o resultado? Mulato bem bacano
Represento a união em carne e osso - a prova viva
Que é possível quebrar qualquer barreira
Com a saliva bem activa eu rimo tipo united colors of carlão
O som tem que ser fusão ou seria uma decepção
Rapper janado, gosto de punk e hardcore, mas dá-me bossa nova
E eu peço-te um encore
O espaço já foi criado a identidade é própria
A variedade é mais que muita chama-lhe panóplia
De estilos livres que abrem mundos neste mundo
A revolução é nossa puto, não pára por um segundo

A ideia é ser original e criar a nossa própria cena
Não movimento: movimentos, e assim já vale a pena
Mantenho a diferença de ser igual a mim próprio e a mais ninguém
Já nasceu comigo, comigo irá até ao além
Há que respeitar para conhecer, conhecer para respeitar,
Aprender com aquilo que à partida se possa estranhar
A vida é muito curta para desperdicio de tempo precioso
E a inveja apenas o reflexo de um espírito ocioso

Toda a gente fala, toda a gente opina e sabe
Espetem o barrete onde ele cabe
Sem favores faço por merecer o meu espaço
E dou tudo o que tenho em cada novo compasso
Por onde passo, deixo a marca que marca o que faço
E o que faço, faço fazendo eu nao ameaço
Ambiciono o amor não ambiciono a fama
E acredito que só somos alguém quando alguém nos ama